Buscar

Segunda fase de desconfinamento



Hoje reabrem restaurantes e cafés, lojas até 400 metros quadrados e espaços culturais. Também será possível o regresso às creches, aulas presenciais para os alunos do 11.º e 12.º anos e ainda as visitas aos lares de idosos. O levantamento das restrições não implica, no entanto, o alívio das regras de higiene e sanitárias recomendadas pela Direcção-Geral da Saúde (DGS). A segunda fase de desconfinamento prevê algumas medidas que devem ser seguidas não só pelos estabelecimentos e serviços que reabrem, mas também pela população em geral. Restauração A ida a restaurantes, cafés e pastelarias e respectivas esplanadas é permitida. É obrigatório manter uma distância de dois metros entre todos os que circulam dentro do estabelecimento, mas quem morar na mesma casa não tem de cumprir este distanciamento. A lotação está limitada a 50% da capacidade máxima do estabelecimento, que deverá ter o seu próprio plano de contingência. No entanto, as orientações para o funcionamento dos restaurantes e bares, divulgadas dia 8 de Maio pela DGS, não impõem uma percentagem fixa de redução de clientes — vai depender das características de cada estabelecimento. Além de respeitar a distância de segurança, os clientes deverão usar máscara (menos durante o período da refeição), utilizar uma solução à base de álcool à entrada, lavar as mãos com água e sabão antes do início da refeição, evitar tocar em superfícies e objectos desnecessários e dar preferência ao pagamento electrónico. Além do mais, os clientes não serão autorizados a entrar nestes estabelecimentos depois das 23h. Já as áreas de consumo de comidas e bebidas (food-courts) dos centros comerciais continuam encerradas e só deverão abrir dia 1 de Junho. Lojas até 400 metros quadrados Esta segunda-feira reabrem também os estabelecimentos de comércio a retalho e de prestação de serviços que tenham porta aberta para a rua até 400 metros quadrados. Assim, retoma-se a actividade de feiras e mercados, que devem ter um plano de contingência. O uso de máscara nos espaços comerciais é obrigatório e a área total de circulação também deve ser limitada. Espaços culturais No dia internacional dos museus (18 de Maio) vai ser possível visitar equipamentos culturais. Alguns museus, monumentos e palácios, galerias de arte e salas de exposições vão reabrir. Outras actividades Além da reabertura do comércio, restauração e serviços públicos, há ainda outras actividades que passam a ser permitidas a partir desta segunda-feira. Assiste-se, assim, à reabertura de parques de campismo e caravanismo e áreas de serviço de autocaravanas; reabertura de campos de futebol, rugby e similares e estádios; retoma do ensino da náutica de recreio e da realização de vistorias e certificação de navios e embarcações. Relativamente à actividade física e desportiva, há novos ajustamentos aplicáveis a praticantes desportivos profissionais ou de alto rendimento, desde que as respectivas competições ainda decorram. Aulas para o 11.º e 12.º anos Os alunos do 11.º e 12.º anos (sujeitos a exames nacionais) vão voltar a ter aulas presenciais na segunda-feira, mas sem intervalos fora das salas. Os horários escolares, entre as 10h e as 17h, devem ser desfasados, de modo a não concentrar muitos alunos no mesmo espaço e ao mesmo tempo. As turmas devem ser distribuídas entre turnos (período da manhã ou da tarde). Além disso, as aulas devem ser dadas preferencialmente em espaços amplos e cada aluno deve ocupar uma secretária. O uso de máscaras ou viseiras é obrigatório. Creches Os pais já vão poder deixar os seus filhos na creche a partir desta segunda-feira. Estas regras prendem-se, essencialmente, com o cumprimento de todas as medidas de distanciamento físico, etiqueta respiratória, higienização das mãos e uso de máscara, por parte dos visitantes. Também as próprias instituições devem seguir as orientações recomendadas pela Direcção-Geral da Saúde. Fonte: Público #bemviver





4 visualizações