Buscar

Vespa Velutina - Asiática

Atualizado: 4 de Set de 2019



O que é?

A Vespa velutina (asiática) é uma espécie não-indígena, proveniente do norte da India, do leste da China, da Indochina e do arquipélago da Indonésia. Na época da primavera constroem ninhos de grandes dimensões, preferencialmente em pontos altos e isolados.

Esta espécie distingue-se da espécie europeia Vespa crabro pela coloração do abdómen (mais escuro na vespa asiática) e das patas (cor amarela na vespa asiática).


Quais os efeitos da sua presença?

Os principais efeitos da presença desta espécie não indígena manifestam-se na:

- Apicultura - por se tratar de uma espécie carnívora e predadora de abelhas;

- Saúde pública – sendo mais agressivas que a espécie europeia no caso de sentirem os ninhos ameaçados, reagem de modo bastante agressivo, podendo realizar perseguições de algumas centenas de metros.


Quais os efeitos da picada?

A picada de uma vespa asiática não difere muito de uma vespa normal. Ao registar algum sintoma alérgico (como dificuldade em respirar, calor no corpo, febre) deverá haver a preocupação de ir o mais rapidamente possível ao hospital ou chamar uma ambulância (as mortes por picada de vespas são normalmente por asfixia).


Como proceder em caso de reação alérgica?

Se estiver com alguém que tenha um choque anafilático (reação alérgica grave) chame o 112, tente manter a calma e, se a vítima desmaiar deita-a de lado enquanto espera pelos primeiros socorros.


Como proceder, caso encontre ninhos ou exemplares ?

Quem encontrar ninhos ou exemplares desta espécie, também designada por vespa asiática, deve entrar em contato com a GNR através da linha “SOS Ambiente e Território”, pelo número 808 200 520.


A informação será depois georreferenciada através do preenchimento de um formulário disponível no portal www.sosvespa.pt, e que depois será enviada para a respetiva Câmara Municipal da área onde ocorreu a observação, e que dará seguimento ao processo de eliminação da ameaça.


A Junta de Freguesia de Bem Viver também presta apoio no preenchimento do formulário, que também poderá conter, sempre que possível, fotografias dos ninhos ou dos locais de avistamento para facilitar o despiste da denuncia.

176 visualizações